Manifestações clínicas na Doença de Parkinson

Manifestações clínicas na Doença de Parkinson

Vários sinais e sintomas podem estar presentes na Doença de Parkinson (DP), porém alguns deles são tão mais comuns que merecem nosso destaque – são as chamadas manifestações cardinais. Conforme as últimas publicações da The International Parkinson and Movement Disorder Society (MDS) – entidade guia para os critérios diagnósticos na área – o tremor em repouso, a bradicinesia (lentificação) e a rigidez (resistência ao movimento) merecem maior atenção ocupando inclusive espaço específico nos critérios diagnósticos formais dessa sociedade. A instabilidade postural (que em 2015 foi retirada dos critérios diagnósticos pela MDS) – apesar de ser um sintoma comum na DP (e potencial responsável por quedas) também mostra-se comum em diversas outras patologias, por isso uma avaliação com especialista para a correta diferenciação diagnóstica é necessária.

Algumas outras características podem incluir :

– face “em máscara” – o paciente tem menos expressividade mímica;

– hipofonia – acompanhantes referem alteração na voz do paciente que fica geralmente de menor intensidade e como se estivesse “rouca”

– micrografia (amplitude menor da escrita)

– postura inclinada (a chamada anteriorização do centro de gravidade)

– marcha em pequenos passos

– alteração olfativa (dificuldade em detectar cheiros / distingui-los)

– disfunção cognitiva (podendo haver relatos de psicoses e alucinações)

– Transtornos do humor

– Alterações do sono

Após avaliação de um neurologista, é pertinente o acompanhamento multiprofissional desses pacientes a fim de otimizar o cuidar e facilitar o convívio. Em Goiânia há a sede da Associação Parkinson Goiás (ASPARK GO), que é sem fins lucrativos e que auxilia em orientações e apoio aos pacientes – telefone para contato : (62) 3092-3499

Leave a Reply

Your email address will not be published.